DE: Efeitos Secundários da Medicação

Os medicamentos via oral para a DE são muito eficazes. No entanto, como todos os outros medicamentos, estes também apresentam a possibilidade de originar alguns efeitos secundários, que poderão ir de leves a severos. Interações com outros medicamentos também podem ser perigosas. Aqui está o que esperar e onde deverá ter cuidado, antes de iniciar um tratamento para a DE.


O Que é a Disfunção Erétil?

Anteriormente conhecida somente como impotência, a disfunção erétil (DE) é uma doença que se resume na incapacidade de obter ou manter uma ereção firme ou durante o tempo suficiente, para conseguir usufruir de uma relação sexual satisfatória. Isso inclui ereções que não duram tanto tempo quanto deseja ou que não são tão firmes quanto gostaria que fossem.


Iniciar Consulta


Importante



ED-Efeitos Secundários da Medicação



Quais Medicamentos São Utilizados para Tratar a Disfunção Erétil?

Os medicamentos para a DE são conhecidos como inibidores da fosfodiesterase de tipo 5 (PDE-5). Estes são, por exemplo, o Sildenafil (o nome comercial do Viagra), o Tadalafil (o nome comercial do Cialis), o Avanafil (o nome comercial do Spedra) e o Vardenafil (o nome comercial do Levitra). Estes medicamentos atuam todos praticamente da mesma forma: eles bloqueiam os agentes químicos chamados de PDE-5, que permitem que o sangue possa sair de pénis ereto.

Assim, quando a PDE-5 é bloqueada, o músculo liso localizado no interior das paredes dos vasos sanguíneos, permanece relaxado, o que, por sua vez, permite que o sangue flua mais livremente por todo o corpo, incluindo pelo pénis.


Quais São Alguns dos Efeitos Secundários da Medicação para a Disfunção Erétil?

Essa sequência de eventos pode trazer consigo alguns potenciais efeitos secundários. Os efeitos secundários mais comuns, causados pelos medicamentos para a disfunção erétil são:

Os efeitos secundários menos comuns da medicação para a DE, podem ser: priapismo (uma ereção que dura mais de quatro horas e não desaparece), perda de visão e/ou alterações auditivas.


Qual é a Razão dos Efeitos Secundários na Medicação para a Disfunção Erétil?

O Sildenafil - o ingrediente ativo do Viagra - foi originalmente desenvolvido com o intuito de ser um medicamento para a pressão arterial. As ereções originadas pelo componente, começaram por se manifestar apenas como um efeito secundário do medicamento que servia para tratar a hipertensão. É por essa razão que o Viagra tem a possibilidade de originar níveis de pressão arterial perigosamente baixos, especialmente se você também estiver a tomar medicamentos para a hipertensão.

Informe o seu médico sobre as outras condições médicas de que padece, especialmente se estiver a tomar medicação que contenha nitratos, ou poppers recreativos, pois ambos podem diminuir a pressão arterial.


Efeitos Mais Sérios da Medicação Para a Disfunção Erétil

Se sentir algum dos seguintes sintomas ou efeitos secundários, dirija-se imediatamente ao serviço de urgência mais próximo.

Se você experienciar algum sintoma grave ou prolongado, entre em contato com um médico imediatamente. Não importa o quão raro o efeito secundário é, se você o estiver a sentir.

Cada medicamento para a DE tem as suas próprias interações medicamentosas e efeitos secundários dos quais você deverá estar ciente aquando a escolha do tratamento adequado. Converse com o seu médico para escolher o melhor tratamento com base no seu historial médico, nos seus sintomas e nas suas preferências.


Iniciar Consulta


Bibliografia


Última atualização: 21.09.2020



visa/ mastercard/ maestro/ trustly/ bank