Tudo Sobre a Disfunção Erétil


Tudo Sobre a Disfunção Erétil – Causas, Sintomas, Tratamento

A disfunção erétil é uma condição que afeta muitos indivíduos do sexo masculino e traduz-se em muitos mais níveis do que só sexualmente, visto afetar também o psicológico do doente em causa. Apesar de muitos homens terem vergonha de encarar este problema, ele é tratável, por isso, é crucial que você procure ajuda.


Inicie o tratamento on-line do ED agora


O estigma que envolve os problemas sexuais está a desvanecer cada vez mais da nossa sociedade, mas ainda existe. A disfunção erétil tem tratamento para a maioria dos casos, por isso não deixe que a vergonha o iniba de retomar a sua vida sexual.


Disfunção Erétil: O Que É

A disfunção erétil traduz-se na inabilidade constante ou frequente de não conseguir manter, ou até mesmo de tornar, o pénis ereto. Como é óbvio, isso vai impedir que o sujeito pratique atividades sexuais com satisfação, o que irá, por sua vez, desencadear outros problemas a nível psicológico, como falta de autoestima, confiança e até problemas com a cara metade.


Este problema pode atingir qualquer indivíduo do sexo masculino, independentemente da sua idade. No entanto, é mais comum nas pessoas com alguma idade, geralmente a partir dos 50 anos. Estima-se que a percentagem de homens com disfunção erétil idade entre os 40 e 49 anos é de 29%, entre os 50 e os 59 anos é de 50% e entre os 60 e os 69 anos é de 70%.


Apesar da maioria dos casos possuírem tratamento, como comprimidos disfunção erétil, alguns casos podem estar associados a outros condições, como frequente se verifica para quem padece de problemas cardiovasculares, casos onde a disfunção erétil até age como um aviso, pois pode proceder doenças de coração.


Disfunção Erétil: Causas

Existem diversas causas para a disfunção erétil e ainda vários fatores que podem influenciar esse desfecho. Uma ereção ocorre através de um fenómeno neuro vascular, mas necessita de ocorrer num ambiente hormonal e psicológico favorável, então, se algum desses fatores sofrer uma alteração, a ereção pode não acontecer.


Para ocorrer uma ereção do pénis, as vias neurológicas necessitam de ser ativadas. Essas vias são responsáveis por relaxar os músculos lisos tuberculares, aumentar o fluxo do sangue no corpo cavernoso e reduzir o retorno venoso, só assim é que a ereção acontece. Ocorre ainda modificações a níveis psicológicos e hormonais, como a disfunção erétil testosterona.


As causas mais comuns para o problema da disfunção erétil são a nível:

  • Psicológico, como a ansiedade;
  • De Medicação, como para a tensão alta;
  • Vascular, como obstruções nas artérias cavernosas;
  • Hormonal, como baixos níveis de testosterona;
  • Neurológico, como a seção dos nervos cavernosas;
  • Anatómicas, como uma curvatura acentuada no pénis.

Disfunção Erétil: Fatores de Risco

As causas referem-se ao como é que acontece o problema da disfunção erétil, no entanto, os fatores de risco são as razões para se sucederem tais eventos. É importante estar atento aos sinais e controlar sempre a situação para que ela não se agrave.


Sendo que a ereção ocorre devido a uma relação entre o cérebro, as hormonas, os nervos pélvicos e com os vasos sanguíneos do pénis, a lista de fatores que podem afetar o desempenho sexual é extensa, sendo que abrange um vasto conjunto de sistemas do nosso corpo.


man sitting


Como a ereção envolve o cérebro, a disfunção erétil psicológica pode ser uma causa. Estima-se que cerca de 10 a 20% dos casos de disfunção erétil se deve a causas derivadas como:

  • Depressão;
  • Cansaço;
  • Stress;
  • Problemas na relação;
  • Ansiedade.

No entanto, os fatores de risco mais comuns são:

  • • Problemas urinários;
  • • Obesidade;
  • • Hipertensão arterial;
  • • Consumo de tabaco;
  • • Vida sedentária;
  • • Hiperplasia benigna da próstata;
  • • Dislipidemia;
  • • Diabetes.

Em muitos casos, a disfunção erétil pode até significar uma doença mais grave, por isso será sempre melhor discutir com um disfunção erétil médico especialista.


Disfunção Erétil: Sintomas

Existem vários sinais que podem alertar para um problema de disfunção erétil. Estes sintomas podem surgir de uma forma súbita, sem qualquer aviso prévio, ou de uma forma gradual. Para garantir o melhor disfunção erétil tratamento, é sempre bom estar atento a quaisquer sinais fora do normal, como:


  • Alterações na qualidade das ereções;
  • Dificuldades durante a penetração;
  • Decréscimo do apetite sexual;
  • Alterações nas ejaculações.

Disfunção Erétil: Diagnóstico

De forma a um médico poder receitar disfunção erétil comprimidos, será primeiro necessário que seja feito um diagnóstico do seu caso. Esta deverá ser o mais completa possível e consiste em recolher:


  • Informações acerca de quaisquer tratamentos prévios e dos seus resultados resultantes;
  • Quando começou e qual a frequência do problema;
  • Informações acerca dos seus hábitos sexuais.

Para garantir o seu conforto ao discutir temas mais delicados, geralmente procede-se a questionários de autorresposta. As respostas fornecidas serão importantes para desvendar se se trata de uma disfunção erétil generalizada, que ocorre em todos os estímulos sexuais, ou se circunstancial, que só ocorre com uma determinada estimulação.


Depois de um diagnóstico mais psicológico, será ainda efetuada uma avaliação física do doente. Se necessário, apesar de não ser obrigatório, poderão ser usados exames de diagnóstico como injeções penianas. No entanto, é mais comum a realização de exames que determinam fatores como:

  • A tolerância a exercício;
  • Os valores de testosterona;
  • O estado cardíaco;
  • Os níveis de glicemia;
  • O perfil lipídico.

Disfunção Erétil: Tratamento

Muitos homens têm receio e se perguntam como resolver o problema de disfunção erétil. Felizmente, para a grande maioria dos casos, é possível resolver o problema, mas não existe nenhuma cura definitiva. O tratamento é feito a mais níveis do que só o medicinal e exige alterações no estilo de vida do doente, como o aumento da prática de exercício físico e deixar de fumar.


Geralmente, muitas mulheres se perguntam na disfunção erétil como a parceira pode ajudar e a resposta a essa pergunta é que a cara metade deverá ser envolvida no processo de tratamento, para melhorar a relação e a autoestima do parceiro.

Não existe nenhuma forma milagrosa de como tratar disfunção erétil com remédio caseiro. No entanto, o tratamento começa no seu lar, passando por incumbir a si e à sua cara metade as forças necessárias para encarar este problema como qualquer outra doença.


Inicie o tratamento on-line do ED agora


A disfunção erétil é reversível e a medicação de fármacos por via oral compõe a primeira linha de terapia. Todavia, o tratamento será sempre o adequado à gravidade da situação, que será desvendada durante o diagnóstico. Esses medicamentos melhoram a irrigação do pénis, mas a sua utilização está desaconselhada para algumas pessoas com certos tipos de condições, como doenças cardíacas, por isso, o seu uso estará sempre sujeito a uma receita médica.


No que respeita aos métodos de como resolver disfunção erétil, se a medicação não for uma opção, existem ainda opções alternativas como a utilização de um dispositivo de vácuo, injeções de fármacos diretamente no pénis e a aplicação de comprimidos por via da uretra.


Não existindo nenhuma cura de disfunção erétil orgânica, existem ainda outras opções que são só utilizadas para casos cujo os outros tratamentos não poderão ser aplicados. Uma dessas opções trata-se de uma prótese peniana, que vai originar uma ereção artificial que vai permitir que o indivíduo consiga desempenhar uma ação sexual com penetração e controlar a duração das suas relações sexuais.

Muitos também se perguntam se a disfunção erétil causada por diabetes tem cura e a resposta é sim, tem. Primeiro, terá de ser efetuado um diagnóstico para avaliar a sua situação e depois será receitado um tratamento de acordo com a gravidade do problema.


Disfunção Erétil: Prevenção

É difícil prevenir algo que pode surgir subitamente e sem qualquer aviso. A verdade é que, em muitos casos, é mesmo quase impercetível que algo assim estará prestes a decorrer no seu corpo. No entanto, agora que já está ciente de quais são as causas e os fatores de risco que contribuem e dão origem à disfunção erétil, é mais fácil estar atento a quaisquer sintomas relacionados com essas mesmas doenças.


Mantenha as suas doenças crónicas sob controlo e constantemente vigiadas. Controle os seus níveis de diabetes, deixe de fumar tabaco, diminua a ingestão de álcool, pratique exercício físico regularmente, durma as horas necessárias para o seu organismo se recuperar, diminua as suas fontes de stress e, se for o caso, procure tratamento para problemas de ansiedade e depressão.


Não se esqueça de que, se estiver numa relação afetiva, a disfunção erétil é uma condição que vai trazer consequências para o relacionamento entre ambos e para a vida individual de cada um. Será a função da parceira de fornecer todo o apoio necessário e compreender que existe alguma razão para a origem do problema.


A disfunção erétil é uma condição séria e médica, pelo que não deverá ser encarada como um tabu. Se você sofre deste problema, deverá procurar ajuda médica sem possuir pudor. A vida sexual é algo comum a grande parte da população do planeta e os médicos estão treinados a lidar com estas situações e estes problemas, por isso, ter vergonha só vai tornar as coisas menos profissionais e trazer incômodos para a qualidade da sua saúde. A resolução e o tratamento deste problema dependerá da rapidez com que você decida procurar ajuda, por isso não hesite.


Inicie o tratamento on-line do ED agora


Última atualização: 02.06.2020


visa'mastercard'maestroPayPal'trustly'bank wire