Disfunção Erétil

Disfunção Erétil

Preço a partir de 3,59 € por comprimido

Tratamento da disfunção erétil

Saber Mais
Solicite uma receita ao médico online
Solicitar receita
Já tem uma receita?
Envie-nos a sua receita
Price Modification Entrega rápida GRÁTIS

 A disfunção erétil (DE) é a incapacidade de obter ou manter uma ereção satisfatória para a relação sexual. Existem muitas causas para a falta de ereção, incluindo físicas, psicológicas e uma combinação de ambas. Estima-se que cerca de metade de todos os homens sofram de alguma forma de disfunção erétil. A farmácia online Apomeds oferece uma variedade de medicamentos aprovados para disfunção erétil, disponíveis mediante receita médica. Nós embalamos discretamente a sua encomenda e enviamo-la no prazo de 1-2 dias úteis.

Os Seus Dados Pessoais Estão Protegidos

  • five green stars
    EXCELLENT
    Fácil de encomendar! Preço + -!
  • five green stars
    EXCELLENT
  • five green stars
    EXCELLENT
    Exelent
  • five green stars
    EXCELLENT
    o seu site é fácil de navegar, os preços são claros e a entrega dos pedidos é rápida. Verificar se as entregas chegaram é muito bom.
  • five green stars
    EXCELLENT
    Foi a minha primeira compra, mas estou muito satisfeito. Com a qualidade do produto e com a rapidez na entrega. Recomendo.
  • five green stars
    EXCELLENT
    Desde a encomenda até ao recebimento tido perfeito. Recomendo. Obrigado Apomeds!
  • five green stars
    EXCELLENT
    A entrega DHL deixei-o no ponto de entrega, esperei o dia programado e ninguém apareceu!
  • five green stars
    EXCELLENT
    Todo o processo foi muito eficaz, desde a compra á entrega
  • five green stars
    EXCELLENT
  • five green stars
    EXCELLENT
  • five green stars
    EXCELLENT
    Excelente serviço, máxima discrição.
  • five green stars
    EXCELLENT
  • five green stars
    EXCELLENT
    Tudo é ótimo! A minha loja preferida.
  • five green stars
    EXCELLENT
    Tudo correu bem. Os produtos cuidadosamente embalados de forma neutra! E os remédios estão funcionando! Alles prima verlopen. De produkten keurig neutraal verpakt! En de medicijnen doen hun werking!
  • five green stars
    EXCELLENT
    O melhor serviço. Agora tenho tudo como deve ser.
  • five green stars
    EXCELLENT
    Correu bem o processo da encomenda. Em relação ao encomendado ainda não o experimentei fazendo votos que não seja ym medicamento de contrafação
  • five green stars
    EXCELLENT
    Gostei da clareza das informações, da facilidade para comprar e da entrega no prazo. Não vi, até o momento, algo que precise ser melhorado.
  • five green stars
    EXCELLENT
    Bom serviço. Disponível rapidamente. Obrigado.
  • five green stars
    EXCELLENT
  • five green stars
    EXCELLENT
    A minha experiência com a empresa tem sido excelente
  • O que é a Disfunção Erétil?

    A Disfunção Erétil (DE), também conhecida como distúrbio erétil ou impotência sexual, é uma disfunção sexual comum nos homens. 

    Caracteriza-se pela dificuldade em obter ou manter uma ereção firme o suficiente, para ter uma relação sexual satisfatória. 

    Do ponto de vista médico, é considerado um distúrbio preocupante, quando estes problemas persistem por um período de, pelo menos, seis meses, ocorrendo em mais de dois terços das tentativas. 

    A DE pode ocorrer em qualquer idade, mas o risco aumenta com a idade. 

    O seu impacto na vida dos homens é significativo, afetando a autoestima, causando stress, ansiedade e afetando a satisfação sexual e a relação. 

    É crucial que se reconheça que a DE é uma doença e não um fracasso pessoal.

    Quem é Afetado pela Disfunção Erétil?

    A DE pode afetar homens de todas as idades, mas há certos grupos que são mais suscetíveis. 

    Os homens com doenças crónicas, como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e distúrbios neurológicos, correm um maior risco. 

    Fatores psicológicos como stresse, ansiedade, depressão e problemas na relação também contribuem para a disfunção sexual.

    Os homens com certos fatores relativos ao estilo de vida, como o tabagismo (fumadores), consumo excessivo de álcool, abuso de drogas (toxicodependentes), falta de exercício físico e uma má alimentação podem ter um risco aumentado. Notavelmente, doenças como a obesidade e um nível de colesterol alto estão, frequentemente, associadas à DE.

    Sintomas da Disfunção Erétil

    Os principais sintomas da disfunção erétil incluem:

    • Dificuldade em obter uma ereção (falta de ereção) 
    • Dificuldade em manter uma ereção (ereções menos firmes ou pouco duradouras)
    • Redução do desejo sexual

    Outros sinais de impotência masculina incluem a ejaculação precoce, a perda de ereção durante a relação sexual, a redução da duração das relações sexuais, problemas relacionados com o stress, problemas de ereção em certas situações ou com certas pessoas, falta de confiança no desempenho sexual e redução da satisfação sexual. 


    Dificuldades de ereção ocasionais não significam, necessariamente, que se tem disfunção erétil, mas uma dificuldade persistente e consequente, durante a penetração deve justificar uma consulta médica.

    Diagnóstico da Disfunção Erétil

    O diagnóstico envolve:

    • Revisão do histórico médico e sexual
    • Exame físico
    • Exames de sangue e urina, para verificar os níveis hormonais, de açúcar no sangue, etc.
    • Avaliação psicológica, relativa ao stress, ansiedade ou depressão
    • Testes de disfunção erétil (por exemplo, a medição de tumescência peniana noturna, RigiScan)
    • Exames imagiológicos, como o de ultrassom 

    Existem dicas de preparação para a consulta médica, como fazer uma lista da sua medicação, tomar nota de sintomas e perguntas e ser transparente, em relação à sua saúde sexual.

    Causas da Disfunção Erétil

    As causas da disfunção erétil podem ser fatores físicos e psicológicos.

    No entanto, em muitos casos, a disfunção erétil é uma combinação (ou correlação) de fatores físicos e psicológicos.

    Causas naturais da disfunção erétil

    As causas físicas mais comuns da perda de ereção incluem:

    • Doenças cardiovasculares: As doenças dos vasos sanguíneos, como arteriosclerose (calcificação dos vasos sanguíneos), pressão arterial alta e doenças cardíacas podem perturbar o fluxo de sangue para o pénis e, consequentemente, causar problemas de potência.
    • Diabetes mellitus: A diabetes pode prejudicar a função dos nervos e dos vasos sanguíneos e, consequentemente, causar problemas de ereção.
    • Distúrbios hormonais: Os desequilíbrios hormonais, especialmente a falta de testosterona, podem exacerbar os problemas eréteis.
    • Lesões da medula espinal: As lesões ou doenças da medula espinal podem perturbar a transmissão de sinais nervosos para o pénis e, consequentemente, causar problemas de ereção.
    • Intervenções cirúrgicas: A cirurgia pélvica / operações na zona pélvica, especialmente na próstata ou bexiga, podem danificar os nervos e vasos sanguíneos, que são necessários para obter uma ereção.
    • Doenças e lesões nervosas: As lesões traumáticas no pénis ou na zona pélvica, bem como as hérnias discais, podem causar danos permanentes e ser uma causa da disfunção erétil.
    • Malformações genitais: As malformações congénitas dos órgãos genitais podem afetar a função erétil.
    • Efeitos secundários de medicação: Alguns medicamentos podem ter efeitos secundários, que podem causar a disfunção erétil, especialmente os que afetam o sistema nervoso, o equilíbrio hormonal ou a circulação sanguínea.

    Causas psicológicas da disfunção erétil

    Há vários fatores psicológicos que podem causar a disfunção erétil e contribuir para o desenvolvimento ou agravamento da disfunção erétil:

    • Receio de falhar: A sensação de vergonha ou o medo de não ser bom o suficiente na cama pode levar ao aumento do nervosismo e, consequentemente, limitar a função erétil (o chamado "bloqueio mental", que desencadeia problemas eréteis ou disfunção erétil causada pelo receio de falhar).
    • Stress e pressão psicológica: Os níveis elevados de stress do dia a dia, os encargos profissionais ou pessoais e os problemas na relação podem ter um impacto negativo no desempenho sexual. A disfunção erétil causada pelo stress é um problema comum, em homens mais jovens.
    • Depressão e transtornos de ansiedade: As doenças psicológicas, como a depressão e transtornos de ansiedade, podem afetar o desejo sexual e a função erétil. Os problemas eréteis causados pela depressão também podem estar associados aos antidepressivos.
    • Problemas na relação: discussões, problemas de comunicação ou falta de proximidade, no relacionamento, podem levar à redução da excitação sexual e à disfunção erétil.
    • Experiências traumáticas anteriores: O abuso sexual ou outros acontecimentos stressantes podem prejudicar a função sexual.
    • Falta de autoconfiança: Uma autoimagem negativa e a falta de autoconfiança podem causar inseguranças sexuais.
    • Conflitos com a orientação ou identidade sexual: As dificuldades relativas à própria orientação ou identidade sexual podem prejudicar a função sexual.

    Distinção entre os Tipos de Disfunção Erétil Físicos e Psíquicos 

    • Se a DE ocorrer em certas situações (por exemplo, durante a relação sexual, mas não na masturbação), isso pode sugerir uma causa psicológica de impotência masculina.
    • A ocorrência regular de disfunção erétil, com a ausência de ereções espontâneas ou noturnas, pode indicar uma causa física.
    • Um exame médico completo pode ajudar a diferenciar ambas as causas.

    Disfunção Erétil e a Idade

    Não existe uma idade específica associada à diminuição da potência, mas a frequência da incidência da disfunção erétil aumenta com a idade. Embora os homens mais jovens possam sofrer, mais frequentemente, de disfunção erétil, devido a fatores psicológicos, os homens mais velhos, geralmente, sofrem da mesma, devido a problemas de saúde físicos. 

    Recomendam-se consultas regulares com um urologista, independentemente da idade.

    Como Tratar a Disfunção Erétil

    O tratamento da disfunção erétil engloba um conjunto diversificado de soluções. Isto inclui medicamentos próprios para a disfunção erétil, várias estratégias terapêuticas e alterações no estilo de vida. Cada abordagem tem o objetivo de ajudar a superar os desafios causados pelos problemas eréteis.

    Como curar a impotência masculina?

    É crucial reconhecer que a experiência de cada indivíduo com disfunção erétil é única. Portanto, a eficácia do tratamento da impotência pode variar muito. Isto ressalta a necessidade de uma abordagem personalizada, no tratamento de problemas eréteis, com atenção às condições e necessidades específicas do indivíduo. 

    Com uma combinação estratégica de tratamentos para a disfunção erétil, é possível melhorar significativamente a saúde sexual e a qualidade de vida.

    Medicamentos para a DE

    Uma das principais intervenções médicas inclui o uso de medicamentos para a impotência masculina, predominantemente inibidores da PDE-5. Estes medicamentos para a ereção expandem os vasos sanguíneos do pénis, aumentando o fluxo sanguíneo e facilitando a obtenção e retenção de uma ereção. 


    É importante salientar que estes comprimidos para a impotência são sujeitos a receita médica, o que garante que são tomados sob supervisão médica e após uma avaliação médica completa. Por isso, para comprar comprimidos para a ereção, é necessária uma receita médica válida. É essencial que haja uma consulta com profissionais de saúde, para determinar a adequação destes comprimidos para a disfunção erétil, das suas dosagens e para compreender os possíveis efeitos secundários. Esta etapa é crucial, para garantir a toma responsável e eficaz destes tratamentos.


    Outro medicamento para a disfunção erétil é o alprostadilo. O alprostadilo, quando administrado por meio de lápis intrauretrais, injeções intracavernosas ou, topicamente, na forma de creme ou gel, atua como um vasodilatador, para aumentar o fluxo sanguíneo, tratando, eficazmente, a disfunção erétil, em muitos pacientes. Tal como com os inibidores da PDE5, é necessário um aconselhamento médico adequado, antes de iniciar um tratamento com injeções vasodilatadoras penianas.

    Estimulantes sexuais naturais

    Os remédios naturais para a impotência masculina oferecem uma opção alternativa, para o tratamento da disfunção erétil. 

    Tais remédios naturais para a disfunção erétil, geralmente, englobam suplementos alimentares, alimentos específicos e soluções à base de plantas. A sua eficácia varia e pode incluir a estimulação da circulação sanguínea, o equilíbrio hormonal ou o aumento da libido. 


    No entanto, a validação científica destes remédios para a impotência não sujeitos a receita ainda é reduzida. É indispensável que se procure um aconselhamento médico, antes de usar estimulantes sexuais naturais, para evitar interações com outros medicamentos e garantir que são adequados aos requisitos médicos pessoais.

    Terapias Hormonais

    Em casos de confirmação de uma deficiência de testosterona, a terapia de reposição de testosterona pode ser uma opção viável. Esta abordagem tem o objetivo de normalizar os níveis de testosterona, abordando uma possível causa da impotência. 


    Os métodos de administração desta terapia são variados, incluindo injeções, géis e adesivos. É necessária uma supervisão médica contínua, para a utilização eficaz e segura desta terapia.

    Utilização do Dispositivo de Vácuo, no Tratamento da Disfunção Erétil

    As bombas penianas, também conhecidas como bombas de vácuo ou dispositivos de ereção a vácuo, são uma opção de tratamento prática e não invasiva, para a disfunção erétil. Estes dispositivos criam um vácuo à volta do pénis, o que estimula o fluxo sanguíneo e causa uma ereção. Coloca-se, depois, um anel de constrição (ou anel peniano), na base do pénis, para manter a ereção. 


    As bombas penianas são particularmente benéficas para quem prefere uma abordagem não medicamentosa ou para indivíduos para os quais os medicamentos para a disfunção erétil não são adequados. Embora sejam, geralmente, seguras, é importante que os utilizadores entendam o seu uso correto, para evitar possíveis efeitos secundários. Uma consulta com um profissional de saúde, antes de usar uma bomba peniana, pode garantir que este é um método adequado e eficaz, para tratar problemas individuais de disfunção erétil.

    Utilização de Anéis Penianos

    Os anéis penianos são um auxiliar adicional, para lidar com a DE. Estes anéis flexíveis, tipicamente feitos de silicone, são colocados na base do pénis, durante uma ereção. 

    Estes limitam ligeiramente o fluxo sanguíneo para fora do pénis, prolongando a ereção. 

    Embora sejam úteis e não sujeitos a receita médica, o uso de anéis penianos deve ser supervisionado por um profissional médico.

    Terapia com PRP

    A terapia com plasma rico em plaquetas (PRP) representa uma abordagem moderna ao tratamento da disfunção erétil. Isto envolve o processamento do sangue do paciente, para concentrar as plaquetas, e a injeção deste plasma enriquecido, no pénis. 


    O objetivo destas injeções penianas é estimular a regeneração dos tecidos e aumentar o fluxo sanguíneo, usando as capacidades regenerativas intrínsecas do corpo. 

    Normalmente, são necessárias múltiplas sessões de tratamento, sob supervisão médica, para obter os melhores resultados.

    Terapia com Toxina Botulínica

    A terapia com toxina botulínica (Botox), como tratamento para a DE, está, atualmente, a ser estudada. Este tratamento envolve a injeção de Botox na zona do músculo peniano, com o objetivo de relaxar os músculos e melhorar o fluxo sanguíneo, com o potencial de melhorar a função erétil. 


    Este tratamento ambulatório, com injeções penianas, requer que seja realizado por médicos qualificados. 


    O tratamento com Botox, em conjunto com outras terapias recentes, como a terapia genética ou a terapia com ondas de choque de baixa intensidade, requer mais estudos, para estabelecer, por completo, a sua eficácia e segurança a longo prazo.

    Soluções Cirúrgicas para Problemas Eréteis

    Nos casos em que as intervenções não cirúrgicas são ineficazes, as opções cirúrgicas podem representar uma solução para a impotência. 

    Estas podem variar, desde implantes penianos (próteses penianas) a cirurgias de bypass destinadas a melhorar o fluxo sanguíneo peniano. Estas intervenções, para tratar a impotência, exigem uma avaliação completa e consulta com um urologista, para avaliar os benefícios, em comparação com os possíveis riscos e complicações.

    A Importância do Tratamento Psicológico

    A psicoterapia desempenha um papel crucial, especialmente quando a DE é causada por fatores psicológicos, como o stress, a ansiedade ou problemas no relacionamento.

    Os terapeutas usam várias técnicas, para abordar estes problemas subjacentes, ajudando os indivíduos a superar as limitações mentais à saúde sexual, aumentando a confiança e melhorando a comunicação na relação. 


    O objetivo principal da psicoterapia, no tratamento da impotência, é aliviar as limitações psicológicas e restaurar o funcionamento sexual saudável.

    Quem Devo Consultar, para Tratar a Disfunção Erétil?

    Para indivíduos que sofrem de disfunção erétil, é muito importante procurar a experiência de um urologista, que é especializado nesta área específica.


    Conhecidos como especialistas em saúde masculina, estes profissionais têm uma formação abrangente, na identificação das principais causas da falta de ereções e na sugestão de planos de tratamento adequados. 


    O seguimento, por parte de um especialista em DE, desde o início, facilita um processo de diagnóstico completo e o desenvolvimento de uma estratégia de tratamento personalizada. Esta abordagem aumenta, significativamente, a probabilidade de tratar e superar eficazmente a disfunção erétil.

    É Possível Prevenir a Disfunção Erétil?

    Existem medidas preventivas, incluindo um estilo de vida saudável e exames médicos regulares, que podem reduzir o risco de disfunção erétil. Nenhum método é completamente eficaz, mas estas medidas contribuem para uma boa saúde sexual.


    Além disso, eliminar os fatores que desencadeiam a disfunção erétil pode ser uma solução primária, para a disfunção erétil, que deve ser adotada, antes de qualquer intervenção médica.

    Autoajuda para a disfunção erétil

    Manter um estilo de vida saudável, reduzir o stress, manter um peso saudável, controlar a pressão arterial e o colesterol e exames médicos regulares apoiam a saúde erétil e podem ajudar a resolver o problema da disfunção erétil. 


    Uma dieta equilibrada, a atividade física e um sono adequado são benéficos, bem como a redução de hábitos prejudiciais, ou seja, a redução do consumo de álcool e tabaco.

    Nutrição para Melhorar a Saúde Sexual

    É essencial ter uma dieta rica em nutrientes essenciais, para promover uma boa circulação sanguínea e a saúde vascular, que são fatores importantes no tratamento da disfunção erétil. 


    É benéfico incorporar alimentos como frutas, vegetais, grãos integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis. Há certos alimentos, que são particularmente vantajosos, devido às suas propriedades de aumento da potência. Por exemplo, chocolate negro, verduras, frutos vermelhos, nozes e especiarias como o gengibre e canela, são conhecidos pelos seus efeitos anti-inflamatórios e capacidade de melhorar a circulação sanguínea.


    É igualmente importante manter-se hidratado, especialmente, beber muita água e bebidas que possam aumentar a potência, como o sumo de romã e o chá verde.

    Exercício Físico e a Saúde Sexual

    O exercício físico desempenha um papel significativo no bem-estar sexual e na prevenção da disfunção erétil. Já existem recursos modernos, como uma "app de saúde sexual", prescritos por médicos, disponíveis para ajudar pessoas com disfunção erétil. Estas aplicações são concebidas para ajudar os homens a melhorar a sua potência e desempenho sexual, por meio de exercícios, planos de treino e dicas para um estilo de vida mais saudável.


    Os exercícios do assoalho pélvico são particularmente importantes, para os homens. Estes exercícios, que incluem atividades especificamente concebidas para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, podem melhorar a força e o controlo muscular nessa zona, ajudando, subsequentemente, a função sexual. 


    Os exercícios de auxílio à ereção, como exercícios de Kegel, agachamentos, pranchas e atividades cardiovasculares, como corrida ou natação, são eficazes, no aumento do fluxo sanguíneo e da força muscular na zona pélvica. Além disso, práticas como ioga ou Tai Chi podem ajudar na redução do stress e aumentar a autoconfiança.


    O exercício físico, em geral, que inclui exercícios de resistência e força, também tem um impacto positivo. Praticar desportos e atividades físicas pode melhorar a circulação, regular os níveis hormonais e melhorar a aptidão física, o que melhora o fluxo sanguíneo para os órgãos genitais e a função sexual.


    Outro aspeto fundamental do exercício físico é sua capacidade de elevar o bem-estar geral e a autoconfiança, o que tem um impacto positivo na saúde sexual. O exercício físico deve ser gradual e adequado às competências físicas, para evitar lesões. Para otimizar a potência sexual, através do exercício, é importante escolher rotinas que se adaptem às capacidades e objetivos individuais e incorporar a atividade física na vida diária, de forma consistente, incluindo o uso de aplicações especializadas. Recomenda-se que consulte um médico, antes de iniciar qualquer regime de exercícios, para obter um aconselhamento e orientação personalizados.

    Data de publicação:
    Última modificação:
    Última revisão:

    +49-800-2040640 Internacional E-mail